Entrevista com o jornalista e apresentador Giulianno Cartaxo!

O jornalista Giulianno Cartaxo tem 37 anos. É natural de João Pessoa, na Paraíba. Chegou a Brasília em 2001, para passar apenas três dias, mas apaixonou-se pela cidade e acabou ficando por aqui. Em 2006, entrou para o time da Rede Record de Televisão e participou diretamente das mudanças que colocaram a emissora na briga pela liderança da audiência na capital federal. Desde 2009, está no comando do DF no Ar, jornal matutino da emissora, com as principais notícias do dia, e tudo sobre o trânsito de Brasília.

Giulianno é um apaixonado por esportes! Já praticou capoeira, jiu-jitsu, luta livre, entre outros. Mas, foi nas corridas de rua que ele encontrou a motivação para mudar de vida!

 

blog_grifina_entrevista_giulianoAo lado da esposa (Andrea) e do filho (Miguel)

 

div

 

Giulianno, acompanhamos o seu trabalho como jornalista e apresentador. Quando e como começou seu trabalho na TV?

Primeiro, quero agradecer todo o carinho da equipe do blog Grifina e dizer que também acompanho o trabalho de vocês na internet! Estão de parabéns!

Sou de uma família paraibana diretamente ligada ao jornalismo! Meu pai (Valter Cartaxo) apresentou, por mais de 20 anos, o revista Tabajara. Um dos jornais mais importantes do rádio paraibano. Minha mãe (Lúcia Rolim) foi uma das primeiras mulheres do país a cobrir futebol, ainda nos anos 70, e se destacar em um espaço que, até hoje, ainda é dominado pelos homens.

Confesso que tentei seguir outras carreiras. Sou técnico em agroindústria (quase ninguém sabe disso!) e tentei prestar vestibular para Engenharia de Alimentos e até Direito! Mas, meu caminho já estava traçado! Em 1998, ainda na minha Paraíba, fui bater na porta da Record (TV Correio) e pedir emprego. Havia acabado de ingressar na UFPB, no curso de Comunicação Social. Não sabia absolutamente nada de telejornalismo! Mesmo assim, fui lá! Me perguntaram o que eu entendia de TV e eu disse a verdade: “Sei ligar e desligar!” Lá se vão quase 16 anos de um verdadeiro caso de amor!

 

Apesar de a sua rotina de trabalho ser intensa, você encontra tempo para se exercitar e cuidar da saúde!  Quando decidiu mudar seus hábitos em busca do equilíbrio?

E põe intensa nisso! O meu jornal vai ao ar às 7h15, mas o meu dia começa bem mais cedo. Levanto às 2h50, e antes das 4h já estou trabalhando. O DF no Ar é todo fechado pela manhã. Uma rotina completamente diferente da grande maioria. Nessa brincadeira, acabei descuidando completamente do corpo! Tenho 1,70 de altura e cheguei a pesar 86 kg, entrando na faixa de obesidade e colocando em risco minha saúde! Colesterol em 240, glicose alterada, ácido único estourado, e por aí vai! Um candidato forte a um ataque cardíaco!

Minha esposa sempre me incentivou a praticar esportes. A Andrea foi campeã brasileira master de natação. Sempre foi “rata de treinos”! E eu, “rato de redação”! Chegava a pagar um ano de academia e aparecia uma vez por mês.

Tudo mudou quando descobri que estávamos grávidos! Tinha 35 anos e, no ritmo que ia, talvez não completasse 40! Um belo dia, parei para pensar que poderia não aproveitar a adolescência do meu filho! Passei uma semana sem dormir! Foi horrível!

 

image-1Antes (junho de 2012) e depois (fevereiro de 2014)

 

Meu sogro foi meu exemplo para mudar de vida! Ele já passou dos 50 anos e tem um filho com 16 – a mesma diferença que eu e meu primeiro filho teremos nessa idade. Ele participa de tudo na vida do meu cunhado! É um verdadeiro parceiro! O pai que quero ser para os meus filhos!

Ele é corredor de rua e me apresentou as pistas!

Comecei aos poucos! Na esteira! 1km, 2 Kms, 3kms… Até participar da minha primeira prova de 5 quilômetros! Me descobri e me apaixonei pelas corridas! Tanto, que comemorei o nascimento do meu filho, em janeiro de 2013, disputando minha primeira Corrida de Reis (18 horas depois do parto).

Hoje, já tenho quatro meia-maratonas no currículo e estou me preparando para o maior desafio de todos! Quero correr a Two Oceans. Uma prova de 56 quilômetros, que acontece na Cidade do Cabo, na África do Sul. A largada acontece no Oceano Índico e termina no Oceano Atlântico. Dizem que é um dos percursos mais maravilhosos do mundo! Mas, esse é um projeto para 2016, apenas.

 

Em sua rede social instagram, são frequentes as fotos de suas participações em corridas de rua. Observou mudanças na sua saúde após a prática da corrida?

Nesses dois anos e meio, minha vida mudou completamente! Desde a alimentação, rotina de treinos, estilo de vida! Tudo mudou!

Já eliminei 15kg! Ou, como costumo brincar: tirei três sacos de arroz das costas! Todas as minhas taxas estão dentro dos limites saudáveis. Meu percentual de gordura caiu para 17%. Ainda não é o ideal, mas sou muito disciplinado e sei que vou chegar ao meu objetivo!

Hoje, tenho muito mais disposição para trabalhar e, principalmente, me dedicar a minha esposa e meu filho!

 

image-2Prova de revezamento 100 km da caixa (maio/2014)

 

Quais os seus cuidados com a alimentação? E como encaixa os exercícios físicos em seu dia a dia?

Desde que decidi mudar de vida, conto com o apoio de uma equipe maravilhoso! Primeiro, a Andrea (minha esposa, que não me deixa desanimar). Um bom nutricionista faz toda a diferença! O meu, virou um grande amigo! Bruno Rua, além de ser um dos mais capacitados do mercado do DF, também é atleta. Ele é fisiculturista. Sabe – exatamente – como é importante cuidar do corpo.

Já minha preparação física fica a cargo do meu personal, João Oliveira. Outro atleta! A rotina inclui 1h ½ de musculação, pelo menos quatro vezes por semana, com treinos específicos para os diferentes grupos musculares.  Além da preparação para as provas, que varia de acordo com o calendário de corridas e as distâncias que vou disputar.

Geralmente, treino logo depois do trabalho. A Record fica ao lado do Parque da Cidade. Pouca gente sabe, mas, ao lado do Quiosque do Atleta tem um vestiário com armários de ferro, chuveiros aquecidos, tudo sempre limpinho e bem cuidado. Para usar, basta levar um documento de identidade e seu próprio cadeado. Depois da corrida, sigo direto para a academia. Depois, vou para casa, cuidar dos meus tesouros!

 

Quais as dicas do Giulianno Cartaxo para quem não encontra tempo para cuidar de si mesmo, e conciliar família, trabalho, atividades físicas, alimentação equilibrada?!

A primeira dica é “querer mudar”! Você tem de ter um objetivo, uma motivação! O meusão meus filhos e minha esposa! Quero estar bem para eles! Consequentemente, todo o resto também será feito com mais disposição.

Escolha algo que você goste! Eu amo corridas e musculação! Não é sacrifício. Pelo contrário! Conto as horas para tirar o terno e calçar meu tênis! Mas, você pode se encontrar nas lutas, na dança, na yoga!

Só não pode esquecer de procurar um médico antes de se jogar nos treinos. Uma passada no cardiologista pode ser a diferença entre uma vida saudável e uma parada cardíaca!

E aquela máxima continua valendo: “Você é, o que você come!”

 

imageCorrida do sol (janeiro/2014)

 

div

Blog: noticias.r7.com/blogs/giulianno-cartaxo/

instagram: @giuliannocartaxo

Entrevista com Jéssyca Leão, Consultora de Imagem e Estilo!

Meu nome é Jéssyca Leão, tenho 23 anos, sou formada em Administração pelo Centro Universitário IESB e em Consultoria de Imagem e Estilo pela Fashion Campus. Dou consultorias pessoais e para empresas do ramo de moda. Também sou Personal Stylist.

jessycaleao_grifina

Jéssyca, acompanhamos em seu instagram @consultoria_imagem o seu trabalho com a moda! Quando e como surgiu o seu interesse por este universo fashion?

Minha mãe quando jovem foi modelo mas não seguiu com a carreira. Ela sempre trabalhou com o universo da moda e eu sempre estive com ela. Isso fez com que eu tomasse gosto pela coisa. Optei por fazer administração pois o Design de Moda não me interessava afinal não sou boa como gostaria com desenhos e criações. Mas sempre que dava, nos trabalhos de faculdade eu incluía a moda. Cheguei a fazer um projeto de um desfile!

 

Qual a importância da consultoria de imagem no cotidiano das pessoas?

Defendo a ideia de que a primeira impressão é a que fica. Você não precisa dizer nada, sua roupa diz muito sobre você! O que você veste é uma maneira de comunicação não verbal. Então saber o que usar, quando usar e como usar é fundamental. Evita a perda de tempo na hora de se arrumar para qualquer ocasião e além do mais evita também os gastos excessivos e/ou desnecessários com compras de roupas! Que atire a primeira pedra a mulher (e até mesmo os homens) que nunca abriu o seu armário cheio de roupas e teve a coragem de dizer que não tem nada para vestir? Ou que está cheia de roupas ultrapassadas? Ou o estilo não condiz com a área em que trabalha? É exatamente nessa área que a consultoria atua. Com uma roupa bem escolhida e com a aparência bem cuidada, você se sente mais confiante e segura. Seja para uma reunião de negócios ou para um encontro com um gatinho!

 

Acredita que a imagem pessoal que passamos pode influenciar também nas decisões que temos que tomar diariamente?

Quando estamos de bem com o espelho, parece que tudo dá certo. Quando estamos satisfeitos com a roupa que usamos e com a mensagem que aquele estilo está passando, incrivelmente o universo conspira ao nosso favor! Sentimos até mais segurança na tomada de decisões e consequentemente nos tornamos pessoas de sucesso!

 

Quais as dicas da Jéssyca para quem quer estar linda e poderosa neste inverno 2014?

Minhas dicas são:

Aposte na tendência mídi. As peças que tem comprimento que vão do joelho até o calcanhar dão um ar de feminilidade e podem ser usadas com flats até saltos altos. E o melhor: continuarão na primavera/verão 2015.

 saia-midi_grifina

 

O mix and match. Misturas peças estampadas que conversam entre si é show e super moderno. Se tem dificuldade para fazer esses mix comece misturando estampas de sapatos e bolsas, por exemplo. E o melhor: sempre temos pelo menos um look já formado com as roupas que já temos no armário.

 mix_grifina

 

As botas nunca saem de moda, sejam elas de cano curto ou longo, de salto alto ou até mesmo sem saltos. Dá para produzir looks simples e chiquetosos para o dia e para a noite sem passar frio! E o melhor: você poderá usar nesse inverno e no próximo, no outro também, e no outro… E elas sempre estiveram e sempre estarão nessas estações! Vou confessar, o meu modelo preferido é o over the knee que são aquelas botas que cobrem o joelho.

 

botas_grifina

 

Peças com a estampa de oncinha. Acho mega feminino e dá para fazer inúmeras produção super bacanas com a estampa. Inclusive uns mix and match moderninhos! E o melhor: ela está aí há algumas estações passadas e prometem perdurar por mais algumas à frente. Sou fã e quem me segue no insta percebe bem isso! Rs

 

oncinha_grifina

 

Algumas dicas do que não devemos fazer de forma alguma, para não prejudicar nossa imagem pessoal?!

Usar e abusar de decotes, saias curtas e maquiagem forte no ambiente de trabalho. Usar alguma roupa só porque ela é a tendência na estação. Se você não se identificar e/ou não gostar daquilo jamais use! Deixar de estar sempre de unhas feitas, cabelos limpos e cheirosa. Isso é fundamental! Ir em eventos sem antes souber qual o tipo de traje exigido. E acima de tudo jamais vá fora do traje imposto pelo dono da festa! Muito deselegante essa atitude. E por fim, em hipótese alguma trate alguém com desrespeito e/ou menosprezo. Ser chic é ser elegante e educado! No meu instagram sempre tem dicas de comportamento e moda (amo esse casamento). E como fazer com que esse par nos favoreça!

 

Tem alguma peça que você acha essencial toda mulher ter em seu closet?

Tem! Uma não, algumas! E aí vão elas: Ter pelo menos uma camisa e uma camiseta branca; uma calça de couro preferencialmente preta. Acho puro poder e elegância; uma jaqueta jeans, sem nenhuma extravagância (bordados e spikes, por exemplo). Sempre dá uma bossa a qualquer produção; um terninho preto; e o velho e belo vestido pretinho básico, que sabemos que de básico não tem nada e que cabe em diversas ocasiões!

 

Jéssyca Leão

Consultoria de Imagem e Estilo / Personal Stylist

Email: jessycaaleao@hotmail.com

Instagram: @consultoria_imagem

 

Entrevista Mulher Grifina com a Vânia, a @vaninhafit!!!

Grifinas, é com muita alegria que inicio esta entrevista! Pois há um ano convivo com diversas pessoas no Instagram e acompanho diversas histórias de superação! E a da Vaninha com certeza é uma destas histórias inspiradoras que acompanhei desde o início! Eu não poderia deixar de apresentá-la aqui para vocês! Desde já a agradeço por dividir aqui conosco sua experiência nesta entrevista maravilhosa! Vamos lá! Beijos da Vanessa!!!

div

“Olá! Meu nome é Vânia, tenho 37 anos, sou enfermeira e trabalho em um dos maiores hospitais de São Paulo, no período noturno.”

vaninhafit_grifina

vaninha_grifina vaninha_grifina vaninhafit_grifina

Vaninha, acompanhamos em seu instagram sua busca pela vida saudável! Quando decidiu iniciar essa busca? Em que momento percebeu que precisava adotar novos hábitos?

Em maio do ano passado, cheguei no meu máximo de peso, 90 quilos (tenho 1,61m), já estava bem insatisfeita com meu corpo e nada me servia mais, porém, sempre adiava alguma atitude, colocando a “culpa” na falta de tempo… Me alimentava muito MAL! Não tinha horários pra me alimentar e vivia a base de lanches, congelados, refrigerantes e massas, principalmente MUITOS pães e pizzas (no plantão ela é top)! Sem falar, que era TOTALMENTE sedentária! Não tinha ânimo pra NADA… Eu pensava: “estou com 37 anos, tenho hipotireoidismo, não tenho tempo, vou fazer o quê? O jeito é me conformar…”. Nesse mesmo período, comecei a ter fortes dores na região abdominal. Procurei um médico e através de vários exames, foi constatado que estava com várias pedras na vesícula, cálculo renal, esteatose hepática (gordura no fígado), colesterol elevado e pré diabetes. Fiz a cirurgia para retirada da vesícula (colecistectomia) e foi aí que me veio o impulso que precisava pra iniciar minha mudança!

 

Que medidas adotou em busca do emagrecimento e da saúde? O que mudou na sua rotina (que você não praticava antes e agora pratica)?

Após a cirurgia, na semana seguinte, procurei uma nutricionista. Como a iniciativa foi meio forçada, por problemas de saúde, achei melhor seguir orientação profissional. Mudei meus hábitos alimentares, passei a comer a cada 3 horas e levar minha lancheira ao trabalho, com frutas, algo para o jantar e café da manhã.
Assim que tive liberação médica, mais ou menos 30 dias após a cirurgia, comecei a fazer alguns minutos de caminhada, na esteira que tenho em casa e que anteriormente só me servia como “cabide”. Fui aumentando o tempo, a velocidade e finalmente me matriculei na primeira academia, no próprio condomínio onde moro. No início, só fazia exercícios aeróbicos e aulas de ginástica e com o passar do tempo, iniciei musculação.
Comecei a tentar ter DOMÍNIO sobre meu tempo! Quando durmo em casa, vou pra academia de manhã e quando estou de plantão, venho pra casa, durmo um pouco, me alimento e vou treinar.

 

Acredita que o instagram auxiliou neste processo como um todo?

O Instagram me ajudou MUITO! Faço dele uma espécie de diário alimentar, onde minha própria nutricionista acompanha (e já até me deu alguns puxões de orelha virtuais… Rsrs) e me sinto meio que “obrigada” a ir treinar, tirando fotos. Recebo muito apoio, incentivo e aprendo bastante também. É uma troca maravilhosa…! Me atrevo a dizer que se não fosse meu “projeto” no instagram, talvez meus resultados não tivessem sido tão bons… Desistir não, pois depois do susto que minha saúde me deu no ano passado, fiquei bem mais cuidadosa comigo, mas as “jacas” seriam maiores, talvez…

 

Como as pessoas ao seu redor lidam com sua mudança de hábitos?! Te incentivam?!

A maioria, sim… Algumas ainda estranham bastante o fato de me recusar a ir numa pizzaria, por exemplo. Mas acho que faz parte. No meu trabalho, boa parte também já se acostumou a não me chamar para as “vaquinhas” dos lanches.
Porém, o MAIOR exemplo é com a minha mãe! Ela tem vários problemas de saúde, entre eles: diabetes, hipertensão arterial e sequela de AVC (“derrame”). Sempre precisou se cuidar, mas fazia tudo errado, começando pela alimentação e hoje, muitas vezes ela me liga pra perguntar sobre determinado alimento e já mudou bastante!

 

Que dicas a Vaninha dá para quem pretende começar agora uma mudança de vida, em busca da saúde e da perda de peso?

Eu passei vários anos da minha vida me iludindo com inibidores de apetite e era uma verdadeira SANFONA!
No auge dos meus 90 quilos, pesquisei onde trabalho para colocação do balão gástrico. NÃO TENHO NADA CONTRA quem faça cirurgia ou coloque o balão, desde que seja realmente NECESSÁRIO! No meu caso, colocaria por comodismo, por preguiça mesmo!
Jamais acreditei que mesmo tendo hipotireoidismo e “somente” com reeducação alimentar + exercícios conseguiria alcançar meu objetivo. JAMAIS!
A dica que posso dar é…
Nunca duvide da sua capacidade e, embora muitos digam que não vai conseguir, NÃO DESISTA DOS SEUS SONHOS! SE AME! Faça por VOCÊ! Mude por VOCÊ!
Mude sua alimentação, procure fazer escolhas saudáveis e saia do sedentarismo!
Não é apenas por estética, é por saúde!
Acredite em você!

instagram: @vaninhafit

contato: vaninhafit@gmail.com

vaninha